Com crescimento de 270,6%, Brasil já tem 530 grupos neonazistas

Por Josival Pereira

Extensa reportagem do Jornal do Brasil na internet (www.jb.com.br), nesta terça-feira, mostra o assustador crescimento do nazismo ou neonazismo no Brasil e as formas que esses grupos se utilizam para se propagar nas redes sociais.

Um mapa elaborado pela antropóloga Adriana Dias, que se dedica a estudar o neonazismo brasileiro desde 2002, mostra a ascensão dos grupos de extrema-direita no país. Ela contabiliza a existência de pelo menos 530 grupos extremistas, atingindo um universo de pelo menos 10 mil militantes e simpatizantes.

De acordo com o levantamento da professora Adriana Dias, houve um crescimento de 270,6% na organização de grupos neonazistas no Brasil no período de janeiro de 2019 a maio de 2021. Trata-se de um aglomerado que situa o Brasil na 7º posição num ranking sobre o crescimento do nazismo elaborado pelo portal SaferNet Brasil

Quem são os nazistas ou neonazistas e onde eles estão no Brasil?

O sociólogo Ernesto Puglia, da Universidade Católica do Rio de Janeiro, explica que as muitas variantes dos grupos de extrema-direita no Brasil se assemelham em vários pontos, “principalmente no conservadorismo das tradições raciais e de classe, que mantém uma ideia utópica de classe”. Outros pontos são que o radicalismo extremo que, ao defender suas bandeiras, quer eliminar o adversário.

Para o professor Puglia, a ampla difusão de teorias da conspiração entre os grupos são o fermento do crescimento do neonazismo brasileiro.

Os grupos se difundem e se proliferam na internet. São várias as páginas que propagam o neonazismo direta ou disfarçadamente, com requinte de organização que é capaz de substituir imediatamente endereços bloqueados ou paginas derrubadas. São muitos os canais antissemitas, por exemplo.

Um problema que estaria favorecendo o crescimento dos grupos de extrema-direita no Brasil, segundo a advogada Flávia Cury, que acompanha casos de nazismo na Justiça há anos, é que está havendo falta de aplicação da lei. O Judiciário estaria de olhos um tanto vedados.

O artigo 20 da lei 7.716 tipifica como crime “fabricar, comercializar e distribuir símbolos para a divulgação do nazismo”. Para Cury, os grupos neonazistas estão agindo livremente e poucos são os condenados.

A reportagem é um sério alerta. Talvez não apenas a Justiça, mas a sociedade brasileira, esteja precisando acordar para o problema. Antes que seja tarde.

Adicionar comentário

PUBLICIDADE
Blog do Josival Pereira © 2022 . Todos os direitos reservados.