Encontro de Cícero e Efraim gera dúvida cruel

Por Josival Pereira

Sem qualquer aviso prévio, o prefeito Cícero Lucena (João Pessoa) fez, na segunda-feira, uma repentina viagem a São Paulo.

Do seu círculo de relacionamentos, vazou a informação de que, impaciente, Cícero teria ido ao encontro do deputado Aguinaldo Ribeiro para tentar resolver o impasse da candidatura do parlamentar a senador na chapa do governador João Azevedo.

Nas primeiras entrevistas após a viagem, o prefeito pessoense tentou passar confiança, reafirmou a candidatura de Aguinaldo e até suspeitou que, por trás da insistência para um anúncio do presidente do Progressistas, haveria a intenção de prejudicar o aliado.

Duas ou três horas depois, Cícero foi flagrado numa mesa de um restaurante em João Pessoa com o ex-senador Efraim Morais, pai do pré-candidato Efraim Filho.

Cícero disse que estava no restaurante para comemorar o aniversário de um neto.

Efraim revelou que teria ido almoçar em companhia do ex-deputado Domiciano Cabral.

A foto do encontro, no entanto, mostra os dois em plena conversa reservada, sem testemunhas, apenas com o garçom fazendo um atendimento rápido.

Admita-se que o encontro foi casual. Mas por que os dois foram ter um encontro reservado?

Não há perigo de não ter rolado política na conversa. Mas o quê?

Restou uma dúvida cruel: sabendo da posição de Aguinaldo, Cícero já estaria adiantando conversas para o repatriamento de Efraim Filho ou estaria, com a imagem, mandando recado para Aguinaldo pela sua eterna indefinição?

Um doce para quem acertar.

Adicionar comentário

PUBLICIDADE
Blog do Josival Pereira © 2022 . Todos os direitos reservados.