Impasse: Cícero e Aguinaldo travam queda de braço sobre candidatura de Daniella e apoio a João

Por Josival Pereira

Depois de dois dias em Brasília, para onde teria viajado com o objetivo de resolver com o deputado Aguinaldo Ribeiro a questão da candidatura de senador na chapa do governador João Azevedo, parece que o prefeito de João Pessoa retornou sem muitas novidades.

Em conversas rápidas com a imprensa, na tarde desta quarta-feira, Cícero falou de variações do mesmo tom, agora dando ênfase à possibilidade de o deputado Aguinaldo Ribeiro conquistar o apoio do Republicanos e anunciar a candidatura ao Senado. Em breve.

Nada impossível, evidentemente. A questão está posta há mais de dois meses, se constituindo no impasse apresentado pelo presidente do Progressistas, Aguinaldo Ribeiro, para confirmar a aliança com o governador João Azevedo e anunciar a candidatura ao Senado.

O problema é que as declarações de Cícero em solo paraibano contrastam com as imagens do Planalto Central. A principal imagem de Brasília é uma foto na qual aparecem os deputados Efraim Filho e o colega Hugo Motta, e mais o deputado Wilson Santiago, reforçando a ideia de que o apoio do Republicanos à candidatura de Efraim a senador não sofre abalos.

Outro problema é que na agenda da viagem de Cícero a Brasília não havia o Republicanos, pelo menos de forma direta. Constava da agenda, segundo muitas vozes políticas entre João Pessoa e Brasília, uma controvérsia dentro do Progressistas: a possível candidatura da senadora Daniella Ribeiro, irmão de Aguinaldo e hoje presidente estadual do PSD, ao governo do Estado.

O prefeito Cícero Lucena regressa de Brasília como se o problema não existisse. Mas existe sim, e se constituiu, no momento, no principal assunto da política da Paraíba visando definições para as eleições de outubro.

Os Progressistas não vão assumir publicamente, mas já não há mais quem não saiba, entre principais líderes políticos e que traçam estratégias para a disputa do poder no Estado, que existe um grave impasse entre Aguinaldo e Cícero: o primeiro quer lançar a candidatura de Daniella e o segundo defende a manutenção da aliança com o governador João Azevedo. A queda de braço é pra valer.

O deputado Aguinaldo Ribeiro e equipe avaliam que, com os candidatos postos até agora, a disputa para governador está em aberto. O quadro repetiria um pouco as eleições para prefeito em João Pessoa. Com menos de 20%, um candidato pode passar ao segundo turno.

Cícero, por sua vez, avalia que o rompimento de acordo e aliança com o governador João Azevedo pode produzir prejuízos irreparáveis para sua gestão e candidatura à reeleição.

Desconversam, embromam, tergiversam, mas já não negam a nova candidatura e o impasse.

Adicionar comentário

PUBLICIDADE
Blog do Josival Pereira © 2022 . Todos os direitos reservados.