Cidadania aprova federação, mas não define com quem vai se unir

Por Josival Pereira

Após 4 horas de reunião na noite desta terça-feira, o Diretório Nacional do Cidadania aprovou a proposta de que o partido deve disputar as eleições de 2022 em federação com um ou mais partidos, conforme a nova legislação.

O placar foi de 66 votos a favor celebração de federação contra 44 em desfavor da proposta.

Três propostas

A reunião foi suspensa depois dessa decisão para que a Executiva do partido aprofunde discussões para a definição sobre a melhor proposta de federação.

Existem três propostas em análise: formação federação com o PSDB, Podemos ou com o PDT.

Na reunião da Executiva da legenda, ocorrida antes do encontro do Diretório Nacional, que apreciou as três propostas, o placar de foi de empate em 10 a 10 para a federação com o PSDB, 11 a 9 contra a federação com o podemos e 11 a 8 contra a federação com o PDT.

Decisão final no sábado

A decisão final será tomada nesta sábado, dia 19, em outra reunião do Diretório Nacional. A falta de regras para a coordenação da federação foi à causa do adiamento da decisão.

De qualquer forma, o Cidadania está dividido. A maioria, comandada pelo presidente Roberto Freire, defende a federação com o PSDB. O senador Alessandro Vieira, pré-candidato a presidente da República, defende, em primeiro lugar sua candidatura, mas, como a proposta de candidatura própria já foi vencida, ele defende aliança com o Podemos do ex-juiz Sérgio Moro.

Paraíba

Qualquer das três propostas de federação for aprovada cria problemas para o governador da Paraíba, João Azevedo, que tem assumido abertamente, desde o ano passado, que apoia a vota no ex-presidente Lula na disputa nacional.

 

Adicionar comentário

PUBLICIDADE
Blog do Josival Pereira © 2022 . Todos os direitos reservados.