Província do Canadá institui imposto para quem não se vacinar

Por Josival Pereira

Autoridades sanitárias de uma das províncias do Canadá decidiram radicalizar para forçar a vacinação contra a covid-19.

Na província de Québec, uma das decisões foi instituir uma espécie de “imposto de saúde” para os não vacinados. A informação é do site BBC em português (www.bbc.com)

A penalização financeira para quem se posta contra a imunização contra a covid-19, segundo o primeiro-ministro de Québec, François Legault, é uma questão de justiça para a maioria da população que fez sacrifícios durante a pandemia, referindo-se às medidas de isolamento e toques de recolher. 

Na terça-feira, o número total de mortos por covid em Quebec chegou a 12.028, com 62 óbitos registrados em um período de 24h. Os infectados são basicamente não vacinados.

Passaporte para compra de álcool e maconha

Outra medida inusitada para forçar a vacinação em Québec foi a adoção da exigência de apresentação do comprovante de vacinação para compra de álcool (bebidas) e maconha nas lojas autorizadas (jc.com.br).

Os efeitos dessa última medida foram imediatos: houve um crescimento de cerca de 300% na procura por imunizantes.

Vírus vacinal  

Enquanto isso, no Brasil, o presidente Jair Bolsonaro, que voltou das férias com bateria nova, exercendo seu incontrolável negacionismo, voltou a defender a imunização de rebanho, que poderia ser estabelecida, segundo ele, pelo “vírus vacinal”. Bolsonaro não para de agir contra a vacina.

Adicionar comentário

PUBLICIDADE
Blog do Josival Pereira © 2022 . Todos os direitos reservados.