Grupo Cunha Lima sonha com quadro de 4 candidatos a governador

Por Josival Pereira

Dois parlamentares com acesso direto à família Cunha Lima garantem que, como era natural, o grupo não para de pensar, discutir e conjeturar sobre as eleições de 2022 na Paraíba. 

Faz todo sentido. Não apenas pela história, mas pelo futuro. Dependendo do resultado das eleições, o grupo Cunha Lima pode continuar disputando o controle de poder do Estado ou começar a se contentar com apenas um naco desse poder. 

A opção parece ser a de continuar buscando a liderança do processo político e de poder do Estado. Avalia-se que a conjuntura talvez ainda não seja favorável à tomada do poder pelas urnas, mas as análises apontariam chances. 

Assim, existem decisões tomadas e em vias de serem anunciadas. A família pretende disputar o governo do Estado. O mais cômodo seria concorrer com o nome do parente e aliado Romero Rodrigues. Sem Romero, o candidato será Pedro Cunha Lima.

A candidatura de Pedro cumpre também planos de poder mais a longo prazo do grupo Cunha Lima. Ele entra agora, com disposição para vencer nas urnas agora, mas também com os olhos voltados para 2026. 

No caso, todas as avaliações são no sentido de que a política da Paraíba tende a gerar um vácuo de liderança nos próximos anos, abrindo perspectivas concretas para um processo mais substancial de renovação política. Então, Pedro estaria na parada. 

Antes disso, a família Cunha tem desenhado mapas para 2022. Os estrategistas do grupo começam sonhar com um quadro de quatro candidaturas a governador. Consideram a perspectiva ideal porque avaliam que, assim, inevitavelmente, haveria um segundo turno. 

As análises internas indicariam que, além da candidatura do governador João Azevedo à reeleição, a tendência é que o bolsonarismo-raiz lance um candidato; há ainda a possibilidade de um candidato de esquerda ou centro-esquerda, que pode ser o ex-prefeito Luciano Cartaxo ou a vice-governadora Lígia Feliciano ou a candidatura do senador Veneziano Vital do Rêgo numa aliança mais ligado ao PT,  e a candidatura do deputado Pedro Cunha Lima, pelo PSDB. 

Há variações de formações de possíveis alianças envolvendo os Cartaxo e o deputado Efraim Filho, mas o grupo Cunha Lima se anima com a perspectiva de quatro candidatos a governador.

Foto: Cássio e Pedro Cunha Lima

Adicionar comentário

PUBLICIDADE
Blog do Josival Pereira © 2022 . Todos os direitos reservados.