Agenda de Romero revela que ele não tá nem aí para candidatura a governador

Por Josival Pereira

Depois de uma reunião no domingo, dirigentes e parlamentares do PSDB na Paraíba saíram repetindo o discurso de que o partido continua apoiando a candidatura do ex-prefeito Romero Rodrigues ao governo do Estado. 

Insistiram também que aguardam uma posição final do ex-prefeito campinense para promoverem a escolha de outro candidato a governador. 

Neste ponto, Pedro Cunha Lima, presidente estadual do PSDB; Ruy Carneiro e Camila Toscano foram enfáticos em garantir que a oposição terá candidato com ou sem Romero. 

E onde estava o ex-prefeito Romero Rodrigues?

Romero postou nas redes sociais duas fotos de sua agenda no domingo. 

Enquanto os dirigentes e parlamentares do PSDB faziam recepção para o ex-senador Arthur Virgílio, um dos candidatos a presidente da República em prévias internas do partido e se reuniam para discutir a conjuntura política da Paraíba, Romero visitava uma granja de criação de gado e suínos de um aliado em Montadas e uma panificadora de um amigo em Puxinanã. 

Romero pode até alegar que não é do PSDB e, portanto, não precisaria estar em João Pessoa. 

O argumento vale para a primeira parte da agenda – a recepção a Virgílio. Mas não vale para a reunião que discutiu a conjuntura política e a definição de uma candidatura a governador. Se quisesse ser candidato, certamente, Romero seria o maior interessado. 

Em verdade, o discurso dos líderes do PSDB repetindo que o partido continua apoiando a candidatura de Romero é um artifício para mostrar publicamente que a responsabilidade pela desistência da candidatura ou futuro rompimento político é do ex-prefeito e não deles.  

Já a agenda de Romero pode ser traduzida da seguinte forma: Tchau, amigos. Tô mais nem aí para essa coisa de candidatura. 

Adicionar comentário

PUBLICIDADE
Blog do Josival Pereira © 2022 . Todos os direitos reservados.