Por que o MDB adiou reunião marcada para esta sexta-feira?

Por Josival Pereira

Havia muita expectativa em relação à reunião que o presidente estadual do MDB, Veneziano Vital do Rêgo (foto), havia convocado desde o início da semana para esta sexta-feira (22/10), em João Pessoa. 

O público da reunião não era apenas os integrantes dos grupos jovens e de mulheres do partido como tem sido divulgado nas últimas horas. A convocação era bem clara: reunião dos integrantes da Comissão Estadual com a participação de 1 (um) representante do MDB Mulher e 1 (um) da JMDB (Juventude do MDB).

A expectativa era por causa do episódio de Campina Grande, aquele no qual a secretária Ana Cláudia abandonou um evento do governo por não ter sido chamada para  Mesa e que resultou em declarações ásperas tanto do governador quanto do senador. Instalou-se, então, um clima de rompimento e imaginou-se que a reunião seria para sacramentar o fato.

O encontrou foi cancelado porque a agenda do senador Veneziano teria imposto um evento mais importante. Foi a desculpa oficial. 

Ora, um senador da República sempre vai ter convites para substituir qualquer agenda. O problema aí é de prioridade. A reunião do PMDB deixou de ser prioritária e foi cancelada. Talvez o mais correto seja se afirmar que a reunião do MDB da Paraíba virou problema e precisou ser evitada. 

O primeiro e mais sério problema é que a questão da possibilidade de rompimento do MDB com o governador João Azevedo dificilmente seria evitada como um ponto de pauta. Ocorre que ainda não estão dispostos todos os elementos para uma tomada de decisão sobre rompimento, assim como ainda não estão criadas as condições para a pacificação. 

Pode até desejar, mas Veneziano não reuniu as condições para ser candidato a governador. Falta muito: garantias de apoios, estrutura, definição do quadro nacional e intenção de voto. 

Do outro lado, por mais que tenha se aborrecido com a suposta intenção de Veneziano se candidatar ao governo, o governador sabe da importância do MDB para uma disputa na Paraíba e tem ainda os laços da campanha de 2018.  

Na incerteza, o melhor, para os dois lados, pareceu ser dar tempo ao tempo. Baixou a sensatez.

Adicionar comentário

PUBLICIDADE
Blog do Josival Pereira © 2021 . Todos os direitos reservados.