Por que o Reino Unido vive uma quarta onda de covid?

Por Josival Pereira

A covid-19 está surpreendendo novamente o Reino Unido. Voltou com força. O país registrou 49.137 novas infecções pela doença nesta quarta-feira.

Os números atuais de infecções por covid-19 no Reino Unido, segundo o site da BBC (bbc.com), estão próximo ao patamar mais alto registrado em 2021. É a segunda maior taxa em números absolutos do mundo (atrás apenas dos Estados Unidos). Se levado com consideração o tamanho da população, é a 10ª maior taxa de contaminação.

Houve aumento do número de mortes por covid nos últimos 7 dias. Foram registradas 223 mortes na última terça-feira (19/10). A média de óbitos, que era inferior a 30 entre os meses de junho julho, está em 136 nesta quinta-feira.

O que está acontecendo no Reino? Por que essa explosão de casos mesmo com 67% da população totalmente vacinada?

Depois de 3 meses de alívio, as autoridades estão perplexas com essa 4ª onda da pandemia.

Os especialistas apresentam uma série de fatores para explicar a volta do coronavírus no Reino Unido: o número reduzido de pessoas com máscaras, o aumento das aglomerações sociais, a queda da proteção da vacina contra casos leves após seis meses (e lá não foi aplicada CoronaVac não) e a baixa taxa de vacinação entre jovens.

Basicamente, os mais atingidos são as pessoas não vacinadas ou que tenham recebido a vacina há mais de cinco meses.

No caso do Brasil, o preocupante é que o país só tem a metade da população com o ciclo completo da vacina e existem um avançado abandono do uso de máscaras e um crescente aumento das aglomerações.  Ainda há riscos por aqui, sim.

O Reino Unido serve de exemplo. As autoridades públicas e sanitárias nacionais não vão poder dizer que não foram avisadas.

Adicionar comentário

PUBLICIDADE
Blog do Josival Pereira © 2021 . Todos os direitos reservados.