Saúde precisa explicar aumento das taxas de ocupação de leitos de UTI na PB

Por Josival Pereira

A crescente ampliação da vacinação contra o coronavírus na Paraíba, especialmente nas grandes cidades, tem estimulado aos gestores adotarem cada vez mais medidas de flexibilização de atividades econômicas, esportivas, educacionais, culturais e sociais. Os números da pandemia estariam gerando a segurança necessária e produzindo certo conforto na sociedade. 

Mas há uma contradição nos números da pandemia na Paraíba que precisam de urgente explicação das autoridades sanitárias. São as taxas de ocupação de leitos de UTI, crescentes nas duas últimas semanas. 

Na primeira semana de outubro (dia 5/10), as taxas de ocupação de leitos de UTI eram de 19% no Estado, 11% na Grande João Pessoa, 28% em Campina Grande e 26% no Sertão. 

Três dias depois (8/10), as taxas já apareceram com substancial alteração: 24% no Estado, 26% na Grande João Pessoa, 23% em Campina Grande e 24% no Sertão. 

No dia 12, as taxas de ocupação de leitos de UTI passaram para 26% no Estado, 27% na Grande João Pessoa, 22% em Campina Grande e 35% no Sertão. 

Nesta terça-feira (19/10), os números foram 23% de ocupação dos leitos de UTI no Estado, 23% na Grande João Pessoa, 17% em Campina e 35% no Sertão. 

No período de 15 dias, apenas as taxas de ocupação de leitos de UTI em Campina Grande caíram. Neste mesmo período, a Paraíba já apareceu em vermelho no mapa nacional de evolução da pandemia duas ou três vezes. A variação para cima das taxas de ocupação de leitos de UTI e essa oscilação no mapa da pandemia já são motivos suficientes para gerar certa desconfiança. Por que esse aumento nas taxas de ocupação de leitos de UTI?

Compreende-se que as autoridades políticas deixem de lado esses números para tentar atender reivindicações de vários setores da economia para apressar a normalização das atividades, mas não podem passar despercebidos às autoridades sanitárias. Os paraibanos precisam saber o que está acontecendo. É direito.  

Adicionar comentário

PUBLICIDADE
Blog do Josival Pereira © 2021 . Todos os direitos reservados.