Primeira fase da fusão do PSL com o DEM será concluída na quarta-feira e Julian Lemos será presidente do União Brasil na PB

Por Josival Pereira

Com a realização da convenção do PSL, em Brasília, na próxima quarta-feira (6/10), será concluída a primeira fase do processo de maior fusão de partidos políticos em períodos democráticos no Brasil. A fusão do PSL com o DEM vai gerar o maior partido político do Brasil, com uma bancada de 81 parlamentares e o maior tempo de propaganda na TV. 

O DEM já realizou a convenção aprovando a fusão como determina a lei. Depois da convenção do PSL, os dirigentes dos dois partidos iniciam a preparação da documentação a ser encaminhada ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE), após a constituição de programa partidário, estatuto e comissão provisória.

A fusão foi a forma encontrada pelos dois partidos, após o fim das coligações, para superação da cláusula de desempenho. A proposta de retorno das coligações chegou a ser aprovada na Câmara dos Deputados, mas foi rejeitada no Senado. 

A cláusula de desempenho para 2022 exige que os partidos políticos obtenham pelo menos 2% da votação nacional para a Câmara Federal distribuídos em um terço (⅓) dos Estados, com um mínimo de 1% dos votos válidos em cada um deles, ou a eleição de 11 deputados federais. 

A estimativa em Brasília é que, com o fim das coligações, mais da metade dos partidos políticos deixarão de existir. 

Comando na Paraíba

Pelos entendimentos nacionais para a fusão, o comando do novo partido na Paraíba, que será denominado de União Brasil, com o número 44, será do deputado Julian Lemos, que preside o PSL. 

Lemos já manteve várias reuniões com o deputado Efraim Filho, líder do DEM, e os dois já se acertaram para a composição na Paraíba e nos principais municípios. 

Adicionar comentário

PUBLICIDADE
Blog do Josival Pereira © 2022 . Todos os direitos reservados.