Sinais de Campina Grande são de pacificação no esquema do governador

Por Josival Pereira

O governador João Azevedo (Cidadania) dedicou toda sua agenda da quarta-feira a Campina Grande. Agenda, aparentemente, totalmente administrativa. Foram visitas a obras de escolas, de mobilidade, de desenvolvimento e a reinauguração do espaço de representação do Governo do Estado naquela cidade. Enalteça-se, então, a descentralização administrativa.

Um dos pontos da agenda tinha atraído a atenção da imprensa. Havia uma mensagem no ar, segundo o atilado jornalista Heron Cid César de Madrid. Era a visita ao local onde será instalado o Distrito Industrial do Complexo Aluízio Campos, o residencial festejado pelo ex-prefeito Romero Rodrigues e que tem cuidados especiais do prefeito Bruno Cunha Lima.

Sondava-se sobre a possibilidade de uma agenda conjunta do governador com o prefeito campinense, prato cheio para toda sorte de especulação política.
Cauteloso, o governador não convidou o prefeito, embora a obra seja um pedido de Bruno Cunha Lima, e deixou de realizar um ato de muita repercussão política.

A cautela do governador tem explicações. No momento, ele parece empenhado em restabelecer boas relações com o senador Veneziano Vital do Rêgo, presidente estadual do MDB. Relações essas estremecidas há cerca de dois meses quando a direção do Podemos repassou o controle da legenda no Estado a um outro aliado do governador. 

No curto período, o senador campinense se movimentou intensamente, tendo se reunido com o ex-presidente Lula e com outros dirigentes do PT, ganhando especulações de que poderia vir a ser candidato a governador, sem falar no estreitamento de suas relações com o deputado Efraim Filho, que pretende ser candidato a senador. Um problema, sem dúvida. 

Durante todo o dia em Campina Grande, o governador esmerou-se em passar o pano nos possíveis desentendimentos e esforçou-se em manifestações no sentido da paz, não apenas em declarações nas entrevistas, mas em gestos com a secretária de Estado Ana Cláudia (na foto com o governador), esposa de Veneziano. 

Os sinais de Campina Grande são de pacificação política no esquema do governador João Azevedo. A relação administrativa com o prefeito Bruno Cunha Lima é outra história. 

Adicionar comentário

PUBLICIDADE
Blog do Josival Pereira © 2022 . Todos os direitos reservados.